musica,livros,vida,amor,sol,bem estar,sociedade

Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Amelices e outros estados de alma

50 e´s ainda à procura do sentido da vida.

50 e´s ainda à procura do sentido da vida.

Amelices e outros estados de alma

07
Nov17

As cores primárias do coração.


Beia Folques

cartier.jpg

Diamante – quando é ingénuo e puro. Acredita no amor incondicional, invencível e eterno. A sua força dá-lhe luz, brilha com tanta intensidade que cega toda as intenções malévolas. Só se têm esta cor, essa transparência uma vez na vida. Após ser vandalizado, atraiçoado, desprezado e injustiçado o diamante perde a magia e o brilho.

É eternizado na forma de uma lágrima.

 

Safira – após perder o brilho, gela. É água salgada das lágrimas derramadas em estado sólido. É dor e drama, é sofrimento. É tristeza profunda, descrença e desilusão.

 É azul como o mar em dia de temporal, revolto e revoltado.

 

Esmeralda – é o ressurgimento da esperança no amor é o crescimento e a aceitação da vida com todas as ilusões e decepções. É o reflorescer da confiança perdida em nós é a calma e é a cura.

É a dignidade renascida.

 

Rubi – após cicatrizar é o mais maduro, a razão, é meu. O poder controlar a decepção e o desgosto. É o coração fortificado. É a conquista e o triunfo sobre o pesar, a mágoa e o ressentimento. A fé numa relação adulta, o respeito, a aceitação, equilíbrio, a tranquilidade, a paz e harmonia. É paixão pela vida é energia.

É vermelho para nunca nos esquecer que mal tratado pode sangrar.

 

12 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

Mensagens

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D