musica,livros,vida,amor,sol,bem estar,sociedade

Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Amelices e outros estados de alma

50 e´s ainda à procura do sentido da vida.

50 e´s ainda à procura do sentido da vida.

Amelices e outros estados de alma

21
Mar17

Dia Internacional da Síndrome de Down e outros dias.


Beia Folques

Hoje o dia é rico em efemerides: Dia Internacional de Luta pela Eliminação da Discriminação Racial, Dia Mundial da Árvore, Dia Mundial da Poesia e Dia Internacional da Síndrome de Down, etc. Prezo muito todas as causas que envolvem esta data, mas o Sindrome de Down acho que é o de todos o que tem a menor visibilidade.

A melhor forma de evidenciar o Dia Internacional da Síndrome de Down é mostrar os portadores deste síndrome que são jovens,  adultos que venceram o preconceito, que se instruíram, que foram apoiados pela família e sociedade, que ocupam o seu lugar na sociedade e seguiram os seus sonhos. Nas últimas semanas apareceram em jornais, na tv, na internet histórias de sucesso com pessoas portadoras de Síndrome de Down. Uma estilista que apresentou a sua colecção de moda na London Fashion Week, uma jovem com Síndrome Down apresenta previsão do tempo na França e mais outros exemplos que vi. Esta exposição devia ser mais intensa e massificada para alertar que estão lá pessoas como nós, a lutar pelo seu espaço, com as suas ambições, pessoas com capacidades e vontade.

Vejo trabalho e envolvência do Governo, na Sociedade, até em series televisivas e filmes para lutar contra o preconceito racial, religioso, homofóbico mas em relação à Trissomia 21, efectivamente nada. Pelo menos em Portugal não se luta contra este estigma. A estes preconceitos que caem no esquecimento junto o caso das crianças, jovens e adultos com Asperger e Autistas.

“Um em cada 800 bebés em Portugal nasce com trissomia, 21, 95% dos pais preferem abortar em caso de diagnóstico de Trissomia 21 no feto”- O nosso país é pobre a muitos níveis. Não existe proteção eficaz nem acompanhamento a uma família que se depare com esta situação, a maioria das famílias já luta muito no seu dia-a-dia, a saída por vezes e infelizmente será o aborto. Não deveria ser mas pelos dados que encontrei é essa.

Li hoje que o António Costa plantou uma árvore e lança a reforma da floresta para assinalar o Dia Internacional das Florestas. A minha interrogação é o que fez o governo para o Dia Internacional da Síndrome de Down, para este e todos os outros dias de quem vive com esta particularidade ou outras.

Este síndrome assim como Asperger e ao Autismo não irão desaparecer e é necessário não falhar a quem precisa de uma sociedade justa e equilibrada.

Foto de Trissomia 21.

4 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

Mensagens

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D