musica,livros,vida,amor,sol,bem estar,sociedade

Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Amelices e outros estados de alma

50 e´s ainda à procura do sentido da vida.

50 e´s ainda à procura do sentido da vida.

Amelices e outros estados de alma

05
Jan18

A abóbada não caiu, a abóbada não cairá…


Beia Folques

Mosteiro_da_Batalha_-_Sala_do_Capítulo_(2).jpg

Reza a lenda que a abóbada do Mosteiro da Batalha foi construída pelo arquitecto Afonso Domingues.

A dita abóbada colapsou pelo menos uma vez. O projecto seguido nesta tragédia não era o original do arquitecto Afonso Domingues. Afonso Domingues cegou durante a construção do Mosteiro e a obra foi entregue a David Huguet um arquitecto Irlandês. Após este dramático acontecimento a abóbada foi feita segundo os estudos iniciais do arquitecto Português.

Após terminarem a abóbada Afonso Domingues fez o voto de jejuar e permanecer durante três dias e três noites sob a abóbada para provar que a mesma não voltaria a cair. Já com uma idade avançada para a época, pois a longevidade naquele tempo não era a actual acabou por morrer ao fim desses dias. Antes de falecer proferiu a tão profética frase que chega aos nossos dias: “A abóbada não caiu, a abóbada não cairá!”

O que interessa reter desta lenda/história é a confiança, a determinação e a fé que o Afonso Domingues tinha nele.

Todos os dias somos confrontados com as ideias, os argumentos, as certezas e verdades dos outros em detrimento das nossas. Porque será que geralmente achamos que o nosso entendimento das coisas, os nossos interesses ou sentimentos são menos válidos, pertinentes, importantes do que as pessoas que nos rodeiam?

Sucumbimos a uma retórica muitas vezes artificial, vazia ou mesmo rocambolesca e interesseira em prejuízo próprio. Não somos capazes de reivindicar, validar ou mesmo exigir a atenção aos nossos pontos de vista, convicções, teses ou mesmo teorias. Confiamos mais na apreciação dos outros acerca do que nos rodeia, no que acreditamos ou mesmo do que nós sentimos.

Como se entrega este poder?

Presumo que se dá este poder porque não confiamos em nós, no nosso instinto. Embora a maioria de nós já tem provas dadas nesta vida em conhecimento, experiência, vivências, lutas vencidas e desafios ultrapassados.

Estamos mais do que aptos para fazer voz da nossa sensibilidade, percepção da vida e dizer com toda a nossa convicção que a nossa “abóbada não caiu e não cairá”. Somente e simplesmente porque é a nossa. Confiemos em nós e acima de tudo no nosso instinto, porque ele é o nosso principal protector.

Talvez seja a minha 1ª resolução/determinação para 2018, a minha abóbada não caiu e não cairá.

 

Ps- agradeço á Antena 1 o excelente programa “História da História”. São só 5 minutos por dia de capítulos da nossa História. São 5 minutos de suspense, bastante ricos e descritivos, interessantes e envolventes com episódios da nossa História que ou já estavam esquecidos (é o caso desta lenda), ou que não damos o devido valor e realce e com esta analise na rádio ganha outro enquadramento, ou mesmo de todo desconhecidos para mim

18 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Triptofano!

    Gostei muito de ler este teu post! Infelizmente há...

  • Beia Folques

    Bem verdade, mas temos que nos deparar com esta ge...

  • Albertino Ferreira

    Como se costuma fizer, ´há pessoas que não interes...

  • Beia Folques

    Tem razão o efeito visual é original e resulta mui...

  • Beia Folques

    Alô já voltei. Realmente andei um pouco ausente. B...

Mensagens

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D