musica,livros,vida,amor,sol,bem estar,sociedade

Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Amelices e outros estados de alma

50 e´s ainda à procura do sentido da vida.

50 e´s ainda à procura do sentido da vida.

Amelices e outros estados de alma

02
Fev18

A polémica idiota das meninas da F1.


Beia Folques

f1.jpg

Alguns anos atrás fui a Londres com a minha filha teenager e umas amigas dela. Eis que me deparei nas lojas da moda para essa faixa etária Hollister ou a Abercrombie & Fitch com uns jovens matulões bem saudáveis e divertidos que figuravam à porta destas ditas lojas. Foi o deleite para as miúdas, uma sessão de fotos com aqueles Apólos, piropos e entraram na loja para fazerem as suas compras. Informei-me e esses gloriosos jovens já não existem a decorar estas lojas. Tristeza para as catraias e suas mães.

Eu que sou bastante crítica na utilização que se dá ao ser humano em determinadas situações ou funções não vi mal nenhum nisto. Os jovens estavam bem-dispostos, simpáticos, deviam ser bem pagos para entreter as clientes jovens. A loja ganha e eles também. Para um jovem estudante este tipo de emprego não é mau, sempre é melhor do que estar a atender clientes na frente de um McDonald´s ou afins.

No exagero que vivemos discute-se a proibição das hospedeiras (suponho que é o nome que se dá ás meninas que aparecem a fazer publicidade nas pistas de F1). Mais uma vez não me choca nem agride. São mulheres jovens, bonitas que são pagas para promover uma qualquer marca. As ditas hospedeiras existem se o evento for a promoção de um produto farmacêutico, uma feira de turismo ou telecomunicações, ou mesmo um qualquer simpósio médico vestidas de acordo com o acontecimento. Se nos autódromos aparecem mais exibidas está de acordo com o momento, corridas de F1 é tudo um exagero. Estas jovens geralmente não são propriamente desprovidas de beleza nem de simpatia. É gente bonita e agradável. Ganham um dinheiro relativamente fácil e mais uma vez é melhor do que estar presa numa caixa de supermercado, grande superficie a atender clientes numa marca de roupa, ou mesmo num fast-food qualquer. É o tipo de trabalho que qualquer jovem procura para equilibrar os seus gastos de estudante ou não só. Por vezes é trabalho executado por modelos profissionais que fazem estas campanhas.

 Vamos lá ver um jovem ou uma jovem bonita, simpática é sempre uma boa imagem de marca, ambos ganham qual é o problema? Vivemos tempos de santinhos do pau oco.

18 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Triptofano!

    Adorei esta história, tão ternurenta, tão cheia de...

  • Beia Folques

  • Beia Folques

    O meu filho teve um anjo a ajudá-lo. Aparecem pess...

  • Beia Folques

    Realmente conseguem ser inesperadamente encantador...

  • cheia

    Tudo se conjugou, para que o desejo de oferecer um...

Mensagens

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D