musica,livros,vida,amor,sol,bem estar,sociedade

Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Amelices e outros estados de alma

50 e´s ainda à procura do sentido da vida.

50 e´s ainda à procura do sentido da vida.

Amelices e outros estados de alma

29
Jan18

Campanhas de desilusão.


Beia Folques

benetton1.jpg

 

Sempre gostei dos “trapinhos “ da Benetton. São as cores, o material, os padrões por vezes o design ou mesmo a funcionalidade das peças. Invariavelmente encontro sempre nas lojas desta marca  algo bem fofinho, muito colorido, mimoso, cómodo para usar. Sou cliente há mais de 30 anos.

Já um pouco farta de Inverno recebi com alegria o mail da Benetton anunciando a nova colecção da Primavera. Abri o mail toda entusiasmada e deparo-me com a foto de abertura da nova estação.

Algo tipo um casal jovem com uma criança todos francamente mal amanhados, mal adrajados. Tudo um pouco triste e desorganizado. Incomoda-me não haver expressões na face, apáticos, estão ali olhando para nós, espetados e estáticos. Existe um esforço por dar um toque de alegria ou primavera introduzindo uns apontamentos de flores, o que resulta só forçado e desenquadrado no meio daquela desesperança. O que leio nesta foto é uns modelos que traduzem refugiados vindos da mais profunda e pobre Africa que estejam a viver em qualquer organização que recebe refugiados em trânsito por essa Europa.

Como campanha de sensibilização pela causa dos refugiados não desvalorizo, nem minimizo o horror desta catástrofe humana. Só a Itália recebe cerca de 85% dos refugiados que entram na Europa, deve ser terrível viver com esta realidade, mais angustiante ainda ser os protagonistas dessa mesma realidade. A resolução desta epidemia não está na Europa sequer mas sim nos países de que são oriundos. É premente encontrar soluções para este flagelo. A Europa não consegue dar resposta mas não é fazendo capa da colecção de Primavera da Benetton que se vai entrar num novo ciclo para os refugiados,

Como campanha publicitária da nova colecção da Primavera falha na minha óptica de cliente porque procuro peças que falem por si, não coloco peças em camadas, á toa á espera que causem impacto. Como cliente não visualizo na imagem principal desta campanha absolutamente nada de apelativo, sedutor nas peças de vestiário apresentadas. Como cliente quero peças que não pareçam pijamas, ou compradas na feira de Carcavelos. Como cliente quero uma campanha de moda com moda que eu me consiga identificar e não uma campanha com as causas da agenda do semestre Mundial ou não, á volatibilidade das preocupações sociais ou mesmo das hipocrisias do politicamente correcto.

Como campanha de sensibilização pela causa dos refugiados está desvirtuada. A ideia que tenho de refugiados não é uma população que se vista na Benetton nem se enfeitem com flores.

Como campanha publicitária para os clientes está completamente falhada. O acto de comprar roupa por vezes é só por prazer, para dar um mimo a nós mesmos ou a alguém. Eu quero ter um momento de puro egoísmo ao comprar uma camisola o que seja e de preferência sem o "grilo falante" a lembrar-me quem nada tem, nem pátria. Só me apetece gritar "deslarguem-me". Por vezes vou ás compras para substituir algo desagradável que me aconteceu nesse dia por algo bom, tipo comer um chocolate para me reconfortar. Eu quero comprar roupa sem o cunho da culpa pela sociedade em que vivemos. Estou cansada de ser "cobrada" por tudo e por nada.

12 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Triptofano!

    Gostei muito de ler este teu post! Infelizmente há...

  • Beia Folques

    Bem verdade, mas temos que nos deparar com esta ge...

  • Albertino Ferreira

    Como se costuma fizer, ´há pessoas que não interes...

  • Beia Folques

    Tem razão o efeito visual é original e resulta mui...

  • Beia Folques

    Alô já voltei. Realmente andei um pouco ausente. B...

Mensagens

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D