musica,livros,vida,amor,sol,bem estar,sociedade

Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Amelices e outros estados de alma

50 e´s ainda à procura do sentido da vida.

50 e´s ainda à procura do sentido da vida.

Amelices e outros estados de alma

13
Dez17

O Mês das Festas.


Beia Folques

pres1.JPG

Se há coisa de que tenho saudades da Madeira é do ambiente de Natal. Das missas do Parto, dos convívios com os amigos e família, das lapinhas e rochinhas, broas e licores, bolos de mel, dos sapatinhos. Vive-se o Natal na Madeira de uma forma diferente do que no Continente. É mais caloroso, mais religioso, mais envolvente, mais alargado.

 As missas do Parto é a referência de Natal mais emblemática na Madeira. São missas para celebrar a gravidez da Virgem Maria, vão desde o dia 16 de Dezembro acabando a 24 de Dezembro e são sempre de madrugada. São 9 missas pois foram 9 os meses de gestação, terminam com a Missa do Galo, Nascimento de Jesus. As Missas do Parto são consideradas a adaptação local das Novenas ao Menino Jesus praticadas nos séculos XVIII e XIX no Norte de Portugal. É uma bela preparação para o dia de Natal, pena que aqui no Continente não existam. No fim da missa as pessoas reunem-se nos adros das igrejas e tocam e cantam músicas, existe sempre algo para comer e beber. 
Os dias começam cedo no mês de Dezembro na Madeira. Este mês é reservado para os amigos e família, existem almoçaradas e jantaradas, lanches, tudo é motivo para nos reunirmos. O tempo sempre ameno também ajuda para estes festejos. Em todas as casas existe licores e broas caseiras para receber alguma visita esperada ou mesmo inesperada.

O presépio tradicional da Madeira é único e lindo, a lapinha. Em escada com o Menino Jesus em pé vestido com um vestido em bordado Madeira no topo da escada, todo o protagonismo é dele. Depois nas escadas estão as peças de presépio em barro, frutos secos, maças e laranjas, com vasinhos de searas, com pão e uma vela ou lamparina de azeite.Todo o presépio é decorado com sapatinhos (orquídeas) e flores de papel. A mesa da lapinha é forrada com uma toalha de linho bordada reservada para esse efeito, um verdadeiro altar, geralmente se monta o presépio dia 8 de Dezembro.

Na Madeira o mês de Dezembro é chamado como o mês das Festas. As festas só acabam no dia de Santo Amaro (15 de Janeiro), ao que os Madeirenses chamam o “varrer dos armários”. Nesta data tinha sempre 1 ou 2 jantares na casa de amigos para fazer o “varrer dos armários”, na teoria deveria ser comer o que sobrava das Festas, na realidade era outra Festa. E assim terminavam as festas de Natal na Madeira.

Se quiserem sentir um pouco deste ambiente vai-se realizar dia 16 de Dezembro na Igreja de Alfragide uma Missa do parto. A Missa do Parto tem início previsto para as 6h30 da manhã, na igreja da Divina Misericórdia, situada junto ao Estado Maior da Força Aérea, na Paróquia de Alfragide.

pres3.jpg

 

9 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Beia Folques

    Não conhecia. Obrigada é lindo.“No pape ku sta na ...

  • a

    No Pape ku sta na seu,pa bu nomi santifikadu,pa bu...

  • Beia Folques

    Obrigada pelo teu interesse. Neste momento Guiné é...

  • Beia Folques

    Adoraria voltar a África mas é um destino difícil....

  • Robinson Kanes

    A acompanhar... Relato muito interessante.Em relaç...

Mensagens

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D